30 de abr de 2009

uma foto linda

Foto: Amy Miller


(Sophia de Mello Breyer Andresen)



“Mar sonoro, mar sem fundo, mar sem fim.

A tua beleza aumenta quando estamos sós

E tão fundo intimamente a tua voz

Segue o mais secreto bailar do meu sonho.

Que momentos há em que eu suponho

Seres um milagre criado só para mim.”

23 de abr de 2009

uma foto - lembranças

Mais luz que sombra...

uma foto - lembranças

Luz e Sombra

uma foto que gosto- lembranças


calmaria...MG

Vazio




A dor de saber
a dor de querer
a dor de não ser
o objeto do amor teu.

Tu... foste.
Eu, que fiquei
a contar as horas
sem tua voz ( nem um murmúrio de adeus)
sem teu calor,
perdida no tempo,
te procurando no olhar
de antes
te enxergando no vazio
de agora.


Pati K

uma foto linda


Fotógrafa:Katerina Lomonosov

Expressão


(Graça Pires)

"Dentro da curva inesperada
dos meus braços
transbordam os gestos
numa espiral imperceptível.

Nas pontas dos meus dedos
se alonga a neblina
que deriva do inverso da loucura
quando prendo nos dentes
a superstição da lua
ou esboço no riso
a cumplicidade dos espelhos
timidamente transparentes
para dizer que só pelo silêncio
se vence o labirinto das palavras
e se mede a solidão."

22 de abr de 2009

Onde quer que o encontres

(Maria do Rosário Pedreira)
em *Nenhum Nome Depois*

"Onde quer que o encontres -
escrito, rasgado ou desenhado:
na areia, no papel, na casca de
uma árvore, na pele de um muro
no ar que atravessar de repente
a tua voz, na terra apodrecida
sobre o meu corpo - é teu,

para sempre, o meu nome.
"

14 de abr de 2009

uma foto linda

Fotógrafo: José Ferreira
(Joaquim Pessoa)

"...se ao menos tivesses quebrado o riso frio dos espelhos
onde o teu rosto se esconde no meu rosto
e a minha boca lembra a tua despedida,
talvez que, hoje, meu amor, eu pudesse esquecer
essa cor perdida nos teus olhos."
( Caderno de exorcismos )

13 de abr de 2009

(Al Berto)

"...escrevo-te a sentir tudo isto.
...repara
nada mais possuo
a não ser este recado
que hoje segue manchado de finos bagos de romã
repara
como o coração de papel amareleceu
no esquecimento de te amar."

Um Amor

Fotógrafo:Carlos Silva


(Nuno Júdice)

"Aproximei-me de ti; e tu, pegando-me na mão,

puxaste-me para os teus olhos
transparentes como o fundo do mar para os afogados. Depois, na rua,
ainda apanhámos o crepúsculo.
As luzes acendiam-se nos autocarros; um ar diferente
inundava a cidade.
Sentei-me nos degraus do cais, em silêncio.
Lembro-me do som dos teus passos,
uma respiração apressada, ou um princípio de lágrimas,
e a tua figura luminosa atravessando a praça
até desaparecer. Ainda ali fiquei algum tempo, isto é,
o tempo suficiente para me aperceber de que, sem estares ali,
continuavas ao meu lado. E ainda hoje me acompanha
essa doente sensação que
me deixaste como amada
recordação. "

2 de abr de 2009

Dança Lenta



(Lya Luft)

Não somos nem bons nem maus:
somos tristes.Plantados entre chão
e estrelas,lutamos com sangue,
pedras e paus,sonho
e arte.


Nem vida nem morte:
somos lúcida vertigem,
glória e danação.Somos gente:
dura tarefa.
Com sorte,aqui e ali a ternura
faz parte.