2 de abr de 2009

Dança Lenta



(Lya Luft)

Não somos nem bons nem maus:
somos tristes.Plantados entre chão
e estrelas,lutamos com sangue,
pedras e paus,sonho
e arte.


Nem vida nem morte:
somos lúcida vertigem,
glória e danação.Somos gente:
dura tarefa.
Com sorte,aqui e ali a ternura
faz parte.

4 comentários:

Tatiana disse...

Aspalavras da Lya Luft sempre emocionam!

Um belo final de semana para você e para todas as pessoas que estão em seu coração!

Um beijo carinhoso

Uma aprendiz disse...

Gosto muito dos textos da Lya.

Parabéns pelo gosto na escolha.


beijos

O Sibarita disse...

Lya é Lya e um poema dela nos agraceia com coisa execelente, ela sabe tudo e você também por posta-la aqui, oi que bom! kkkkk

bjs
O Sibarita

Deusa Odoyá disse...

Olá minha estimada Paty.
Não poderia escolher melhor, a Lya é tudo de bommmmmmmmm.
Beijinhos em seu coração.
Regina Coeli.