28 de fev de 2008

Texto lindo,não sei a autoria


(...)"Depois de algum tempo você aprende a diferença, a sutil diferença entre dar a mão e acorrentar a alma. E você aprende que amar não significa apoiar-se, e que companhia nem sempre significa segurança. E começa a aprender que beijos não são contratos e presentes não são promessas. E começa a aceitar suas derrotas com a cabeça erguida e olhos adiante, com a graça de um adulto e não com a tristeza de uma criança. E aprende a construir todas as suas entradas no hoje, porque o amanhã é incerto demais para os planos, e o futuro tem o costume de cair em meio ao vão.
(...) E aprende que não importa o quanto você se importe; algumas pessoas não se importam. E aceita que não importa quão boa seja uma pessoa; ela vai feri-lo de vez em quando e você precisa perdoá-la por isso. Aprende que falar pode aliviar dores emocionais. Descobre que se leva anos para se construir confiança e apenas alguns segundos para destruí­-la, e que você pode fazer coisas em um instante, das quais se arrependerá pelo resto da vida. Aprende que verdadeiras amizades continuam a crescer mesmo apesar de longas distâncias. E que o que importa não é o que você tem na vida, mas quem você tem na vida. E que bons amigos são a famí­lia que nos permite escolher. Aprende que só temos que mudar de amigos se compreendermos que os amigos mudam; percebe que o seu melhor amigo e vocês podem fazer alguma coisa, ou nada, e ter bons momentos juntos.
(...) Começa a aprender que não se deve comparar com os outros, mas com o melhor que você pode ser. Descobre que se leva muito tempo para se tornar a pessoa que se quer ser, e que o tempo é curto. Aprende que não importa aonde já chegou, mas onde está indo; mas se você não sabe para onde está indo, qualquer lugar serve. Aprende que ou você controla seus atos ou eles o controlarão, e que ser flexí­vel não significa ser fraco ou não ter responsabilidade, pois não importa quão delicada seja uma situação, sempre existem dois lados.
(...) Aprende que maturidade tem mais a ver com os tipos de experiência que se teve do que com quantos aniversários você celebrou. Aprende que há mais dos seus pais em você do que você supunha. Aprende que nunca se deve dizer a uma criança que sonhos são bobagens; poucas coisas são tão humilhantes e seria uma tragédia se ela acreditasse nisso. Aprende que quando se está com raiva tem o direito de estar com raiva, mas isso não lhe dá o direito de seu cruel. Descobre que só porque alguém não o ama do jeito que você quer que ame não significa que esse alguém não o ama com tudo que pode, pois existem pessoas que nos amam, mas simplesmente não sabem demonstrar ou viver isso. Aprende que nem sempre é suficiente ser perdoado por alguém; algumas vezes você tem que aprender a perdoar-se. Aprende que, com a mesma severidade com que julga, você será em algum momento condenado.Aprende que não importa em quantos pedaços seu coração foi partido; o mundo não pára pra que você o conserte. Aprende que o tempo não é algo que possa voltar para trás.Portanto, plante seu jardim e decore sua alma, ao invés de esperar que alguém lhe traga flores. E você aprende que realmente pode suportar, que realmente é forte e que pode ir muito mais longe depois de pensar que não se pode mais. E que realmente a vida tem valor e que você tem valor diante da vida.Nossas dádivas são traidoras e nos fazem perder o bem que poderí­amos conquistar, se não fosse o medo de tentar. "

27 de fev de 2008

Parei de me importar.
Cheguei num ponto em que não consigo mais suportar a minha própria dor.
Não é tempo de luz,nem de trevas,
é tempo de acordar.


Pati K

Cacos

Eu nem te conheço mais.
Você é o meu sonho de ontem
feito em pedaços, cacos,
catados e colados,
como vaso partido,
espelho quebrado,
mesma forma,porém consertado.
Um estranho inquilino
do meu coração machucado.
Pati K

Fumo

Longe de ti são ermos os caminhos,
Longe de ti não há luar nem rosas,
Longe de ti há noites silenciosas,
Há dias sem calor, beirais sem ninhos!
Meus olhos são dois velhos pobrezinhos
Perdidos pelas noites invernosas...
Abertos, sonham mãos cariciosas,
Tuas mãos doces, plenas de carinhos!
Os dias são Outonos: choram... choram...
Há crisântemos roxos que descoram...
Há murmúrios dolentes de segredos...
Invoco o nosso sonho! Estendo os braços!
E ele é, ó meu Amor, pelos espaços,
Fumo leve que foge entre os meus dedos!...

Florbela Espanca



21 de fev de 2008

Flor de Lótus

No dia em que a flor de lótus desabrochou
A minha mente vagava, e eu não a percebi.
Minha cesta estava vazia e a flor ficou esquecida.
Somente agora e novamente, uma tristeza caiu sobre mim.
Acordei do meu sonho sentindo o doce rastro
De um perfume no vento sul.
Essa vaga doçura fez o meu coração doer de saudade.
Pareceu-me ser o sopro ardente no verão,
procurando completar-se.
Eu não sabia então que a flor estava tão perto de mim
Que ela era minha, e que essa perfeita doçura
Tinha desabrochado no fundo do meu coração.

Rabindranath Tagore

Um fio de esperança


Um fio de esperança
mantém meu rosto firme
afasta o dia escuro,seca as lágrimas,
esgota o amor que verte, cansado de lutar,
cansado de esperar,
mirando no horizonte buscando um beijo
perdido no caminhar da vida dura.
Dor derramada,esparramada
da ausência sentida ,cheia de amargura
carente do teu olhar.
Dor cravada,como lança no peito
escancarada que não tem jeito
dor que treme quando te vê
dor rasgada como eu e você.
Um fio de esperança somente
mantém meu chão no lugar
me impede de delirar
sonhando com eu e você.
Pati K

20 de fev de 2008

Sombra

Foto:Katerina Lomonosov

Sombra que vai e que fica
tropeça nos raios de lua
clareia meu mundo de trevas
e perturba minh’alma nua.
Aquela sombra que esconde
segredos inconfessáveis
Aquela sombra que espreita
ecos perdidos de longe,
dores imperturbáveis.
Sombra mortalha
de sentimentos vivos,
Sombra que corta de dor,
Sombra que mata.
Nenhum nada é vivo
e tudo vivo é insano.
Só o amor não morre,
fica sombra,se instala.


Pati K

(Martha Medeiros)
*Poesias Reunidas*
"Você bem que poderia ter surgido na
minha vida
vinte anos atrás,quando eu ainda tinha
planos
quinze anos atrás,quando eu ainda estava me
formando
onze anos atrás, quando eu ainda morava sozinha
dez anos atrás, quando eu ainda era solteira
seis anos atrás,quando eu ainda estava
tentando
dois meses atrás,quando sobrava
alguma força
ontem à noite eu ainda estava te esperando.




se eu pudesse te amar de dia

diria que você é meu sol

mas te amo tarde da noite

e não como eu queria

você é meu farol

e já não sei quem me guia ."

19 de fev de 2008

Entre a noite e a aurora

(Khalil Gibran)

"Silêncio, meu coração,
Que o espaço não te pode ouvir.
Silêncio, pois que os ares,
Carregados de gritos e lamentos
Não podem percurtir teu canto.
Silêncio, que as imagens que, fugazes,
Erram pela noite
Não darão atenção
Aos murmúrios dos teus segredos,
Nem as procissões de trevas
Se deterão ante os teus sonhos.
Silêncio, meu coração,
Até que a madrugada venha.
Pois quem, pacientemente,
Espera pelo despertar do dia,
O encontrará, por certo.
E quem ama a luz,
Pela luz será também amado."

duas fotos lindas-lembranças

Alegria colorida de amarelo

Paz na imensidão azul





18 de fev de 2008

Canção da pequena melancolia

(Lya Luft)

"Um anjo vem todas as noites:

senta-se ao pé de mim e passa

sobre meu coração a asa tensa,

como se fosse o meu melhor amigo.


Esse fantasma que chega e me abraça

(asas cobrindo a ferida do flanco)

é todo o amor que resta entre ti e mim

e está comigo."

14 de fev de 2008

Foto:Gennadi Jushevich




Dia triste,sempre triste a esperar a luz do teu olhar.


Pati K


"És livre na luz do sol e livre ante a estrela da noite.

E és livre quando não há sol e nem lua ou estrelas.

Inclusive, és livre quando fechas os olhos a tudo o que existe.

Porém, és escravo de quem amas,pelo fato mesmo de amá-lo.

E és escravo de quem te ama pelo fato mesmo de deixar-te amar."

(Khalil Gibran)

Tempus Fugit



O tempo foge
Ainda que o tempo tenha pressa de passar e eu tenha pressa de viver,
o mundo segue seu ritmo...
cada raio cintilante de sol,cada gota fria de chuva,cada sorriso de felicidade
brilha a seu tempo,rostos de primavera e outono,
sol de verão,chuvas de inverno...inexorável curso do mundo...
O acaso encontra o destino,tal qual rio que segue seu curso inevitável,
tramado pelos desígnios dos anjos...e eu sigo meu rumo,
incerto e impreciso ,
enganando as fadas do tempo,desafiando o enredo dos anjos ,
rebelde,correndo atrás do raio de lua
que encerra minha vida inteira.

Pati K

Análise

Fernando Pessoa

Tão abstrata é a idéia do teu ser
Que me vem de te olhar,que, ao entreter
Os meus olhos nos teus,perco-os de vista,
E nada fica em meu olhar, e dista
Teu corpo do meu ver tão longemente,
E a idéia do teu ser fica tão rente
Ao meu pensar olhar-te, e ao saber-me
Sabendo que tu és, que, só por ter-me
Consciente de ti,nem a mim sinto.
E assim, neste ignorar-me a ver-te, minto
A ilusão da sensação, e sonho,
Não te vendo,nem vendo,nem sabendo
Que te vejo,ou sequer que sou, risonho
Do interior,crepúsculo risonho
Em que sinto que sonho o que me sinto sendo.

13 de fev de 2008


"Quando São Paulo diz: "Morremos a cada dia", não era esta expressão patética.

A verdade é que morremos a cada dia. Estamos permanentemente nascendo e morrendo. Por isso o problema do tempo não afeta mais que os outros problemas metafísicos, porque os outros são abstratos. O do tempo é o nosso problema. Quem sou eu? Talvez saibamos algum dia. Talvez não. Nesse meio tempo, entretanto, como diz Santo Agostinho: Minha alma arde porque quero saber."

Jorge Luís Borges

12 de fev de 2008

Súplica

( Florbela Espanca )

Olha pra mim, amor, olha pra mim;
Meus olhos andam doidos por te olhar!
Cega-me com o brilho de teus olhos
Que cega ando eu há muito por te amar.
O meu colo é arminho imaculado
Duma brancura casta que entontece;
Tua linda cabeça loira e bela
Deita em meu colo, deita e adormece!
Tenho um manto real de negras trevas
Feito de fios brilhantes d'astros belos
Pisa o manto real de negras trevas
Faz alcatifa, oh faz, de meus cabelos!
Os meus braços são brancos como o linho
Quando os cerro de leve, docemente...
Oh! Deixa-me prender-te e enlear-te
Nessa cadeia assim eternamente! ...
Vem para mim,amor...Ai não desprezes
A minha adoração de escrava louca!
Só te peço que deixes exalar
Meu último suspiro na tua boca!...

uma foto linda


Porto Alegre,vista do Guaíba

11 de fev de 2008


"Um sonho sonhado sozinho
permanece apenas um sonho.
Um sonho sonhado junto
pode tornar-se realidade."
(Edward Schillebeeck)

10 de fev de 2008

Monte Damavan,o mais alto do Irã

Trecho do livro Prisioneira em Teerã


...Mãos ríspidas me levantaram do chão e me forçaram a ficar novamente sobre meus pés.

Onde eles estão me levando?


"Ande direito ou eu atiro em você aqui mesmo!",vociferou Hamehd.

Continuei com muita dificuldade.Finalmente nos disseram para parar e alguém tirou minha venda.Uma luz intensa brilhou no meu rosto,cegando-me e me atingindo como uma flecha de dor que explodiu na minha cabeça.Depois de alguns segundos,olhei ao redor.A luz de um holofote cortava a noite como um rio branco e cintilante.Misturando-se com as sombras fantasmagóricas,colinas negras nos cercavam.Parecíamos estar no meio do nada;não havia prédios ou casas por perto.O céu noturno estava manchado de nuvens e alguns flocos de neve flutuavam levemente no ar,tentando prolongar seu vôo cristalino antes de enfrentar uma morte na terra.Havia mais quatro prisioneiros comigo:duas garotas e dois rapazes.Quatro guardas revolucionários apontavam suas armas contra nós,os rostos sem expressão,como se tivessem sido esculpidos na escuridão."Vão para perto das estacas!",gritou Hamehd,sua voz ecoando contra as colinas.A uns seiscentos metros de distância,algumas estacas de madeira,mais ou menos da minha altura saíam do chão.Estávamos prestes a ser executados.A sensação de frio dentro de meu peito me paralisou.

Este é o momento de minha morte.Ninguém merece morrer assim.

.......




9 de fev de 2008

(Emily Brontë)

And if I pray,the only prayer

That moves my lips for me

Is,"Leave the heart that now I bear,

And give me liberty!"

Yes,as my swift days near their goal,

'Tis all that I implore

In life and death,a chainless soul,

With courage to endure"
*******************************
Tradução livre:

*E se eu rezo,a minha única oração
Que move meus lábios para mim
É:Deixe o coração que agora eu carrego
E me dê liberdade!
Sim,a medida que os meus dias se aproximam de sua finalidade,
Isso é tudo que eu imploro
Na vida e na morte,uma alma sem grilhões,
Com coragem para suportar. (Tradução livre)

Canção


Cecilia Meireles


Pus o meu sonho num navio e o navio em cima do mar;

- depois, abri o mar com as mãos,para o meu sonho naufragar.

Minhas mãos ainda estão molhadas do azul das ondas entreabertas,

e a cor que escorre de meus dedos colore as areias desertas.


O vento vem vindo de longe,a noite se curva de frio;

debaixo da água vai morrendo meu sonho,

dentro de um navio...


Chorarei quanto for preciso,para fazer com que o mar cresça,

e o meu navio chegue ao fundo e o meu sonho desapareça.


Depois, tudo estará perfeito;praia lisa,

águas ordenadas,meus olhos secos como pedras

e as minhas duas mãos quebradas.

5 de fev de 2008

Não deixe o amor passar


Carlos Drummond de Andrade


"Quando encontrar alguém e esse alguém fizer seu coração parar de funcionar por alguns segundos,

preste atenção: pode ser a pessoa mais importante da sua vida.

Se os olhares se cruzarem e,

neste momento, houver o mesmo brilho intenso entre eles,

fique alerta: pode ser a pessoa que você está esperando desde o dia em que nasceu.

Se o toque dos lábios for intenso,

se o beijo for apaixonante,

e os olhos se encherem d’água ,neste momento, perceba:

existe algo mágico entre vocês.

Se o primeiro e o último pensamento do seu dia for essa pessoa,

se a vontade de ficar juntos chegar a apertar o coração, agradeça:

Deus te mandou um presente:

O Amor...

Por isso, preste atenção nos sinais... não deixe que as loucuras do dia-a-dia o deixem cego para a melhor coisa da vida: O AMOR.

Sonhos



..As folhas a cair no auge da estação,sopradas ao sabor da brisa tem cheiro e gosto de um outro verão.
O vento geme carregando a névoa da realidade prá longe,
deixando murmúrios de sonho espalhados no quarto da minha alma.


Vozes cálidas,felizes,risos cristalinos a ecoar no espelho,
olhares q teimam em se encontrar buscando o beijo que derrete na boca...
a paixão incompleta carente de amor, no amor se completa de paixão.


Nada mais é preciso,somente Tu,inteiro,em pedaços de dolorida saudade...
A trilha que leva ao mundo é única e sem desvios,
porém do compartimento perdido do sonho,quem disse que é preciso escapar?
Pati K

2 de fev de 2008

Soneto da Saudade


(Guimarães Rosa )

Quando sentires a saudade retroar.
Fecha os teus olhos e verás o meu sorriso.
E ternamente te direi a sussurrar:
O nosso amor a cada instante está mais vivo!
Quem sabe ainda vibrará em teus ouvidos
Uma voz macia a recitar muitos poemas...
a te expressar que este amor em nós ungindo
Suportará toda distância sem problemas...
Quiçá, teus lábios sentirão um beijo leve
Como uma pluma a flutuar por sobre a neve,
Como uma got a de orvalho indo ao chão.
Lembrar-te-ás toda ternura que expressamos
Sempre que juntos,a emoção que partilhamos...
Nem a distância apaga a chama da paixão.