18 de set de 2011

Biscoitos finos decorados


Estou negligenciando as poesias em troca de outra paixão,as bolachas!
Sempre fiz bolachas, sempre gostei da coisa toda e resolvi fazer deste hobby um negócio.
Aqui estão umas fotos deles e podem ter certeza,além de bonitos são deliciosos! rsss

Quem quiser dar uma espiada , passa lá no meu outro BLOG-























22 de jul de 2011

About JFK

Nos anos sessenta meu pai admirava John Kennedy, admirava seu jeito de governar, sua juventude e seu dinamismo, torcia por ele e ficou chocado, como grande parte do mundo, com seu assassinato.

Para homenageá-lo sugeriu a troca do nome da rua onde morava,no interior do RS, que era Rua Passo da Cruz para Rua Presidente Kennedy( ele era secretário da Câmara de Vereadores local) o que foi aceito e feito. Hoje moro na Rua Presidente Kennedy,na mesma casa onde ele e minha mãe moravam na época e acho que a admiração que ele nutria pelo jovem político não teria resistido aos seus segredos de alcova.
Afinal, JFK não escreveu os livros que saíram com seu nome-foi um ghost writer,se elegeu presidente com a campanha comprada pelo todo poderoso pai-embaixador Kennedy, foi um político mediano e como pessoa,foi um homem mimado,irresponsável e egocêntrico,além de viciado em sexo, claro. Passou mais tempo desfrutando os prazeres da cama com mulheres do que realmente governando. Se envolveu com tantas tramas paralelas ao mesmo tempo e fez tantos inimigos que duvido que tivesse sobrevivido ,mesmo que escapasse do atentado e ele já tinha escapado de dois outros na mesma época,pouco divulgados. A mística que envolve seu nome só perdurou tanto tempo porque a maioria da sujeira em que ele estava envolvido foi escondida,assim como as dezenas de amantes, o gosto pelo superficial, o pouco apego a sentimentalismos, o vício em anfetaminas,o uso de LSD introduzido por uma amante dos últimos anos...
Segundo reportagem publicada pela revista Veja, em 2002,(depois que foi revelado seu prontuário médico), para suprir os efeitos causados pelo mal de Addison, ele recebia regularmente doses extras de testosterona, o hormônio masculino responsável pelo desejo sexual, isto ajudaria a explicar seu insaciável apetite sexual. Mas será que ele seria diferente se não tivesse esta doença e não tomasse toda a testosterona que o tornou praticamente um atleta sexual?
De qualquer maneira o que a história provou,além do mito, foi que ele era um homem bem menor do que a imagem que projetou. Foi apenas o sonho do pai dele que deu certo não por acaso,mas forjado a ferro e fogo. Acho que ele não teria sido um grande estadista, o tempo provaria isto.

Pati K

Os Kennedys


A minissérie OS KENNEDYS reacendeu minha curiosidade sobre o assunto e comprei o livro de François Forestier- MARILYN E JFK- e adorei.
O livro é cheio de informações e impregnado de um cinismo cru e cáustico ao revolver a escuridão podre e escondida de Camelot e adjacências.
O autor não deixa pedra sobre pedra,ou melhor,nenhuma moral sobrevive incólume, mesmo descontando alguma liberdade criativa do autor,como por exemplo, quando ele cita supostos pensamentos de Marilyn estando ela encarcerada em um manicômio,nos seus dias negros perto do fim...nem ele teria como saber o que ela pensava.
Mesmo assim, o livro vale cada centavo. Mas prepare o estômago.

Pati K

5 de mai de 2011

"Chris Mccandless caminhou para longe do mundo,levado por um flerte fatal com a fascinação de ser livre de tudo". Chip Brown



Foto de Chris no Alaska
(Chistopher J. Mccandless)

" Gostaria de repetir o conselho que lhe dei antes: acho que você deveria realmente promover uma mudança radical em seu estilo de vida e começar a fazer corajosamente coisas em que talvez nunca tenha pensado, ou que fosse hesitante demais para tentar. Tanta gente vive em circunstâncias infelizes e, contudo, não toma a iniciativa de mudar sua situação porque está condicionada a uma vida de segurança, conformismo e conservadorismo, tudo isso que parece dar paz de espírito, mas na realidade nada é mais maléfico para o espírito aventureiro do homem que um futuro seguro. A coisa mais essencial do espírito vivo de um homem é sua paixão pela aventura. A alegria da vida vem de nossos encontros com novas experiências e, portanto, não há alegria maior que ter um horizonte sempre cambiante, cada dia com um novo e diferente Sol...
Você está errado se acha que a alegria emana somente ou principalmente das relações humanas. Deus a distribui em toda a nossa volta. Está em tudo e em qualquer coisa que possamos experimentar. Só temos de ter a coragem de dar as costas para nosso estilo de vida habitual e nos comprometer com um modo de viver não convencional.
O que quero dizer é que você não precisa de mim ou de qualquer outra pessoa em volta para pôr esse novo tipo de luz em sua vida. Ele está simplesmente esperando que você o pegue e tudo que tem a fazer é estender os braços. A única pessoa com quem você está lutando é você mesmo e sua teimosia em não entrar em novas situações."



5 de mar de 2011

Tela-Volegov


(Maria Sousa)

porque o tempo é invisível perdi

o poder de te nomear

se algum dia voltares não vais reconhecer
o grau zero das nossas despedidas:

conhecer por antecipação o cenário
silencioso onde alguém fala palavras
que não ouves

tens em ti a rigidez dos gestos parados
entre os silêncios."

Do Blog http://turquoisetulipsandbliss.tumblr.com


(Ana Cristina César)

"(...)
eu queria
apanhar uma braçada
do infinito em luz que a mim se misturava.

eu queria
captar o impercebido
nos momentos mínimos do espaço
nu e cheio.

eu queria
ao menos manter descerradas as cortinas
na impossibilidade de tangê-las.

eu não sabia
que virar pelo avesso
era uma experiência mortal."


13 de fev de 2011

Soneto à tua volta

Tela: Talantbek Chekirov

(J.G.de Araújo Jorge)

“Voltaste, meu amor... enfim voltaste!
Como fez frio aqui sem teu carinho....
A flor de outrora refloresce na haste
que pendia sem vida em meu caminho.

Obrigado... Eu vivia tão sozinho...
Que infinita alegria, e que contraste!
-Volta a antiga embriaguez porque voltaste
e é doce o amor, porque é mais velho o vinho!

Voltaste... E dou-te logo este poema
simples e humilde repetindo um tema
da alma humana esgotada e envelhecida...

Mil poetas outras voltas celebraram,
mas, que importa? se tantas já voltaram
só tu voltaste para a minha vida...”



Depois de uns meses de exaustão ,estou de volta.

Pati K

Sol e Céu

Tela:Steve Hanks

(Fábio Rocha)

“Fazer cada pequena coisa
perfeitamente
requer tempo e paciência
que temos em alguma árvore perdida.

Ouço suas folhas.”