13 de abr de 2009

(Al Berto)

"...escrevo-te a sentir tudo isto.
...repara
nada mais possuo
a não ser este recado
que hoje segue manchado de finos bagos de romã
repara
como o coração de papel amareleceu
no esquecimento de te amar."

3 comentários:

Uma aprendiz disse...

Não sei o dia, mas deve estar próximo seu niver. Parabéns, desde já.
Que bom que estás por aqui.

Adorei os textos.

beijo

O Sibarita disse...

Foi, esqueceu foi? kkk Ah bom...

Delicia de poema, eu vou dizer o que? O poema por si só fala e fala do coração!

bjs
O Sibarita

Deusa Odoyá disse...

Olá amiga Paty.
Não tenho o que dizer, siba falou tudo.
Um poemaço sensivel e divino
Lindo...
Uma semana abençoada por Deus.
Muitas flores e carinhos em seu coração.
Regina coeli.