18 de mai de 2009

Jardim Perfumado


Quando te encontrei
em um dia quase esquecido
o sonho do amor contigo sonhei.
(Um jardim florido e perfumado ele me deu.)
“Lembra-te de que estou ao teu lado,
de que teu perfume está em mim,
de que te amo e que tu estás comigo”.
(independente da distância,sempre).
Liberta da dor,
calei e chorei.Murmurei teu nome,
com ânsia busquei teu calor,
o passado enterrei e
de novo, sonhei.


Pati K (julho de 2008)

Um comentário:

O Sibarita disse...

ô moça! Oi que bom, o sonho!

Sonhar sempre, sempre...

Ao tudo ao nada, o amor é isso e mais aquilo dos desejos e dos sonhos...

Baú também, é? Hummmm... kkkkkk

Porreta!

bjs
O Sibarita