3 de mai de 2009

“Conquistei, palmo a pequeno palmo, o terreno interior que nascera meu. Reclamei, espaço a pequeno espaço, o pântano em que me quedara nulo. Pari meu ser infinito, mas tirei-me a ferros de mim mesmo. “

(Fernando Pessoa) * O Livro do Desassossego*

Um comentário:

O Sibarita disse...

Demais o Fernando Pessoa, se assim é, então, é a nova caminhada! kkkk


bjs
O Sibarita