5 de mar de 2008

Um Anjo que Ama


Sou como um anjo,sem asa e sem casa.
Que tenta voar e não voa
que tenta correr e não pode
que tenta amar e não sabe
que tenta viver e não morrer
que sofre por pensar em te perder.
Sou como um anjo apaixonado,
às vezes jogado e sofrendo ,
por não estar ao teu lado.
Fico chorando e tentando entender
porque cada dia não consigo viver
contigo um amor de morrer.
Sou como um anjo caído,ferido,que tenho sofrido
Sou como um anjo,jogado aos teus braços
que vive de laços e amassos.
Sou como um anjo que tem acesa a chama
e que ainda te ama.
RG

Um poema lindo de um lindo amigo meu.Ele sabe q mora no meu coração.

3 comentários:

ÁRVORES DO SIMAO disse...

Caríssima Pati, vim te visitar, vim te ver, vim compartilhar com a tua beleza de alma sensível postada em letras e em versos, retratos da vida que algum "anjo" a ti escolheu por a caso.
Um belo texto.

abraço, simao

Rosani Nauar disse...

Olá! Pati

Parabéns a Todas nós Mulheres, Guerreiras que somos...e não Sexo Frágil!!!

A mulher que sou.


Não sou apenas mulher,
Eu sou também poesia.
Sou amor, sou coração,
E também sou fantasia.

Sou a rosa encarnada
No lindo jardim da vida.
Às vezes sou solidão,
Também choro escondida.

Sou como a ave errante,
Que busca um novo ninho.
Se amo, sempre me entrego,
Pois não vivo sem carinho.

Sou a letra da canção,
Na voz de um cantador.
O sentimento dos amantes,
Da paixão sou o calor.

Sou um poema escrito,
De um coração a sangrar.
Sou o fogo que aquece,
Sou mulher, vivo a sonhar.

(Inez Freitas)

beijocasss///

Reginaldo disse...

este cara que escreveu isso, acredito que ele é doido, muito doido, mais tem uma grande professora