14 de fev de 2008

Tempus Fugit



O tempo foge
Ainda que o tempo tenha pressa de passar e eu tenha pressa de viver,
o mundo segue seu ritmo...
cada raio cintilante de sol,cada gota fria de chuva,cada sorriso de felicidade
brilha a seu tempo,rostos de primavera e outono,
sol de verão,chuvas de inverno...inexorável curso do mundo...
O acaso encontra o destino,tal qual rio que segue seu curso inevitável,
tramado pelos desígnios dos anjos...e eu sigo meu rumo,
incerto e impreciso ,
enganando as fadas do tempo,desafiando o enredo dos anjos ,
rebelde,correndo atrás do raio de lua
que encerra minha vida inteira.

Pati K

3 comentários:

Anônimo disse...

Muito bom , vc que criou esse poema?

Pati disse...

Anônimo...sim fui eu que o criei.
Obrigada pela presença e por ter gostado dele.
Abraços.

LAAAAAAAAAURA disse...

muito bom esse seu poema...amei ou usar como um trabalho...continue assim e que de tudo certo a voçÊ..BJUS...