11 de jan de 2010


(Maria do Rosário Pedreira)

“Este foi o nosso último abraço. E quando,
daqui a nada, deixares o chão desta casa
encostarei amorosamente os lábios ao teu copo
para sentir o sabor desse beijo que hoje não
daremos. E então, sim, poderei também eu
partir, sabendo que, afinal, o que tive da vida
foi mais, muito mais, do que mereci.”

*O Canto do Vento nos Ciprestes*



Nenhum comentário: