9 de jan de 2010

Não se pode moldar a pessoa amada conforme a necessidade do que sentimos e precisamos.
O excesso de amor nos faz agir como anjos da guarda,tentando mostrar caminhos,
apontando soluções,tentando salvá-lo do próprio destino, achando que resguardá-lo de sofrimentos inúteis é papel nosso também.
Não se pode salvar quem não quer ser salvo.

Para isto existe o livre-arbítrio que Deus nos dá. Escolhemos quem queremos ser,como viver e que caminhos percorrer. Liberdade de escolha e de decisão ,mesmo que erradas.

Por isto, só podemos deixá-los seguirem seus caminhos,mesmo que diferentes do nosso e mesmo que saibamos que será cheio de tombos e abismos.A nós,só cabe mudar de sonho.

Pati K

Nenhum comentário: