17 de fev de 2009


(Clarice Lispector)

"...Porque eu me imaginava mais forte. Porque eu fazia do amor um cálculo matemático errado: pensava que, somando as compreensões, eu amava. Não sabia que somando as incompreensões é que se ama verdadeiramente. " "...Porque eu, só por ter tido carinho, pensei que amar é fácil. É porque eu não quis o amor solene, sem compreender que a solenidade ritualiza a incompreensão e a transforma em oferenda..." "...É porque sempre tento chegar pelo meu modo. É porque ainda não sei ceder. É porque no fundo eu quero amar o que eu amaria e não o que é. É porque ainda não sou eu mesma, e então o castigo é amar um mundo que não é ele..."
************

6 comentários:

Flor ♥ disse...

Uau, Pati!

Clarice, sempre forte!

Beijos!

=)

O Sibarita disse...

Valha-me Deus! kkkk

Excelente texto como tudo que escreve a Clarice!

E é assim mesmo é fia? kkkkkkk

bjs
O Sibarita

O Profeta disse...

Olá querida amiga, obrigado pela distinção...


O meu pensamento é gaivota
Entre as tempestades e as pedras negras
Meço o tempo pela chegada da Lua
Sou homem nu a que um deus dita regras

Boa semana


Bom carnaval


Doce beijo

O Sibarita disse...

MOÇA PATY POR ONDE ANDAS?

OI FELIZ DIA 08 DE MARÇO, QUE NESTA DATA TODAS AS MULHERES OPRIMIDAS DO MUNDO POSSAM DE CERTA FORMA A PARTIR DE AGORA BOTAR O BLOCO NA RUA, NÉ NÃO? KKKKKK

BJS
O SIBARITA

Lucia disse...

Querida amiga:

Estou sumida ( ou estava?), mas não me esqueço de você, claro. Bom vim visitar-te e me deparar com Clarice para me receber. Estou com saudades. Prometo estar mais presente, viu?
Beijos. Adoro você

Deusa Odoyá disse...

Olá Paty .
A Clarice é tudo de bom...
Não poderias escolher poema tão belo e puro.
Beijinhos doces, minha amiga.
Regina Coeli