24 de set de 2008

Noite escura


Fotógrafa:Mariah


O murmúrio da chuva,descendo suave...
Caindo,pingando,molhando de sons
A noite escura ,abandonada.

Ao longe,o relógio da igreja...
batendo as horas soltas da madrugada,
marcando o tempo,chorando lamentos,
na cidade calada.

Uma lágrima triste,sofrida,encolhida,
Procura um soluço,querendo cair,
Buscando o alívio do seu tormento
No choro que não vem.
Somente o suspiro.E a chuva.


A noite escura é cheia de sons.
É suave...
a passar no roteiro sem fim
das noites insones.
Pati K

3 comentários:

Cris disse...

Bom dia, Pati. A chuva traz realmente, um mundo de ruídos e silêncios, cada qual com sua importância, valorizada pela noite e pela solidão. As coisas tomam um rumo muito mais longo e um peso muito maior. Mas acaba, sempre, no momento em que o aia amanhece, não é? Felizmente...(porque já tive noites que foram um verdadeiro auto flagelo e que atire a primeira pedra quem não passou por isso...rs). Um beijo grande e parabéns pelo blog. Vim agradecer e acabei me encantando.

Cris disse...

Perdoa...rs. Juro que foi sem querer essa repetição. Deleta, por favor? Beijos e obrigada.

Edu disse...

Gostei muito deste.
E muito real.
Voltarei aqui a este teu cantinho acolhedor.
bjs