1 de abr de 2008

Palavras de Amor

(Joan Manuel Serrat)
Ela que eu amei tanto...
já nao a tenho agora.
Ficou no meu passado
como um livro fechado.
Ela, como hei de dizer,
era todo o meu mundo então,
quando no ar soavam
tantas palavras de amor.
Palavras de amor sentidas e tenras
não sabiamos mais, tinhamos quinze anos.
Não havia tempo até para aprender
porque despertávamos dos sonhos de infância.
Não havia mais que três frases feitas
que ambos aprendemos de antigos atores.
Histórias de amores, sonhos de poeta,
não sabiamos mais, tinhamos quinze anos.
Ela, quem sabe talvez,
ela quem sabe onde pára.
Será que eu outra vez
voltarei a encontrá-la?
Porém julgo ouvir a sua voz
De longe me trás uma canção.
Velhas notas, velhos sons,
velhas palavras de amor.

4 comentários:

Corações & Segredos disse...

MIGUINHA FRÔ,,
MUITO BOM VIR AQUI NESSE CANTINHO DE AMOR E CARINHO...
BEIJINHOS DE RO!

Sonia Regly disse...

Querida Paty,
Indiquei o seu Blog para continuar o Meme Literário.

Sonia Regly disse...

Querida Paty, o nome do meu Blog é :
Compartilhando as Letras, obrigada pelo carinho e pelo link.
Beijos

Reginaldo disse...

a vida é algo que não conseguimos compreender, será que algum dia conseguimos? beijos guria